Social Icons

AO VIVO

Pages

PARADA HITS

HITS LOVE

AUTO DJ

CONEXÃO GOSPEL

Luiz Silveira

Luiz Silveira

Posts em Destaque

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Médico cubano retorna às atividades e pacientes o recebem com cartazes de boas-vindas

O médico cubano Isoel Goméz Molina, que foi afastado do Posto de Saúde da Família do bairro Viveiros, em Feira de Santana, retornou hoje (25) às atividades. Ele foi recepcionado com cartazes de boas-vindas por pacientes do bairro.
 
Isoel Goméz Molina foi denunciado pelo vereador José Carneiro (PSL) após prescrever na receita 40 gotas de Dipirona a um menino de 1 ano e dois meses, que pesava 10,2 kg e foi levado com febre ao posto pela mãe. Porém, o médico ficou afastado só até ontem (25), uma vez que investigações realizadas por uma comissão do Programa Mais Médicos constataram que não houve erro médico.
 
 
A comissão apurou que as 40 gotas indicadas não eram para ser ministradas em dose única, mas divididas em quatro vezes, a cada seis horas, como consta na receita, desde que a criança sentisse dor ou apresentasse um quadro febril, e explicou detalhadamente à mãe da criança que seriam dez gotas, apenas, por vez. Gilmara dos Santos confirmou em entrevistas que Isoel Gomez a orientou sobre o fracionamento.
 
 
 
 
 
Emoção
 
Emocionado, o médico disse que não esperava a recepção. “Eu não esperava que fosse assim. Eu só quero fazer o quevim fazer aqui, que é trabalhar e ajudar a todas as pessoas. Agora sinto-me mais comprometido com eles, pela atitude que tiveram comigo. Quero dizer muito obrigado, por tudo o que eles fizeram”, disse Isoel Goméz Molina.
 
Ainda segundo ele, com relação à denúncia, tudo não passou de um mal entendido. Ele afirmou que ao chegar pela manhã no posto de saúde, para trabalhar, foi informado por uma enfermeira que uma das médicas da unidade pegou a receita emprestada na mão da mãe do menino e divulgou na internet, e disse que ficou surpreso, pois não entendia onde ele tinha errado.
 
“Mas, já passou tudo, graças a Deus, e agora estou de pé. Mais comprometido, e com mais vontade de fazer as coisas melhor. É só o que eu quero, fechar este capítulo”, disse, acrescentando que não pretende processar judicialmente a colega que publicou a receita na internet.

Com informações são do repórter Paulo José do Acorda Cidade e da Secom.
 
 
 
 
 
 
 
Fonte : Acorda Cidade
 
 
 

sábado, 16 de novembro de 2013

Quarentona, Rita Guedes mostra formas perfeitas em dia de praia

Rita Guedes mostra boa forma em dia de praia (Foto: Reprodução/ Instagram)

Rita Guedes mostrou ótima forma em foto postada em seu Instagram neste sábado, 16. Vestindo apenas biquínho na imagem, a atriz não mostra defeito nem na hora de abaixar para arrumar a canga. "Eu amei esse dia de sol", escreveu ela.

Aos 41 anos, Rita Guedes mantém a plástica com exercícios e disciplina. "Admito que a genética também ajuda. Meu irmão nunca malhou e é todo definido. Minha mãe tem 63 anos e só duas estrias. A pele dela é lisinha, sem celulite. Mas eu me cuido também”, conta a atriz, que parou de tomar refrigerante aos 15 anos, após fazer uma promessa.
Corpo irretocável
Desde que começou a fazer ioga, há 10 anos, virou fã. “Cheguei a ir a Macchu Picchu para fazer ioga. Fortalece os músculos, nos ajuda mentalmente, oxigena o cérebro, movimenta todo o corpo, é maravilhoso”. A atriz diz que nunca tomou produtos malucos para emagrecer ou ficar “bombada”. Ela faz musculação e caminhadas de 1h no Jardim Botânico, na Lagoa ou na praia (na Zona Sul do Rio), pelo menos três vezes por semana. “Gosto de respirar ar puro. Às vezes, quando quero suar muito, faço spinning, mas prefiro exercícios ao ar livre”.

Rita Guedes mostra boa forma em dia de praia (Foto: Reprodução/ Instagram)

Viviane Araújo mostra look com transparência para noite de samba

A temporada do Carnaval 2014 está aberta, e Viviane Araújo mostrou neste sábado, 16, que seu guarda-roupa está renovadíssimo para brilhar nos ensaios. A rainha de bateria do Salgueiro postou foto em seu perfil do Instagram em que aparece com um vestido vermelho  - cor da sua escola -, cheio de transparências nas laterais. Vivi também mostrou um estiloso acessório para a orelha. Rainha cheio de estilo.

Viviane Araújo (Foto: Reprodução/Instagram)

Viviane Araújo (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte : Ego

Telexfree: tentativa de acordo fracassa e bloqueio segue em vigor


Reprodução

Terminou sem acordo a audiência de conciliação entre a Telexfree e o Ministério Público do Acre (MP-AC), realizada na última quinta-feira (14). O resultado era esperado, uma vez que os promotores querem o fim da empresa, acusada de ser uma pirâmide financeira com cerca de 1 milhão de integrantes, e a devolução das verbas por eles investidas.
 
"Nenhuma chance. Não podemos dispor de nenhum dos pedidos que estão na ação principal [em que são exigidas a extinção da empresa e a devolução das verbas]", disse ao iG, antes do encontro, Alessandra Marques, promotora que participou da audiência.
 
As duas partes, entretanto, chegaram a apresentar propostas, diz a juíza Thaís Khalil, da 2ª Vara Cível de Rio Branco e responsável pelo caso.
 
"Mas não chegaram a nenhum acordo. Travamos um debate", afirmou Thaís, ao iG.
 
Um eventual acordo poderia abrir caminho para que a Justiça levantasse o bloqueio da contas e atividades da Telexfree, imposto há 149 dias pela juíza. O pedido de congelamento foi feito pelo MP-AC, com o argumento de garantir que os recursos estejam disponíveis  para ressarcir os integrantes da rede, chamados de divulgadores. 
 
Essa devolução, entretando, dependerá de a Telexfree, de fato, ser condenada na ação principal. O fim do julgamento desse processo, que também tramita na 2ª Vara Cível, dificilmente ocorrerá neste ano, segundo Thaís.
 
Antes de decidir, a juíza precisará analisar questões preliminares – por exemplo, se o MP-AC tem legitimidade para processar a Telexfree. Além disso, tanto a empresa como os promotores pediram a realização de perícias, o que leva tempo.
 
"Para haver decisão de mérito, preciso passar primeiro para produção da prova. E, e como as duas pediram perícia judicial, é improvável que isso se resolva até o final do ano."
 
Enquanto isso não ocorrer, quem entrou com ação individual para tentar obter as verbas de volta também não deve conseguir ter o dinheiro de volta, mesmo que obtenha uma decisão favorável. Como o iG   mostrou, os divulgadores haviam conseguido ao menos 50 vitórias contra a Telexfree até o início de outubro, mas a juíza Thaís tem evitado o pagamento das verbas até o julgamento final da ação principal.
 
Horst Fuchs, um dos advogados da Telexfree, procurado antes da audiência, informou que não comentaria a tentativa de acordo. 
 
Liberação
 
Os advogados da Telexfree têm tentado liberar as contas e atividades da empresa antes do julgamento final da ação, sem sucesso. Todos os pedidos já analisados até agora pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foram negados.
 
A empresa aguarda, agora, a análise de dois novos recursos ao STF e pelo STJ. Os desembargadores do Acre já autorizaram que os pedidos fossem apreciados em Brasília, mas também recusaram a liberação das contas antes do julgamento de ambos.
 
Os representantes da Telexfree sempre negaram irregularidades.
 
 
As informações são do iG.

Polícia Federal aciona Interpol para buscar ex-diretor do BB foragido na Itália

A Polícia Federal considera que Henrique Pizzolato está foragido. O nome dele foi lançado na lista de procurados da Interpol, a polícia internacional, neste sábado (16). As informações sobre a fuga foram repassadas a um sistema chamado “Difusão Vermelha”, um alerta que vai para 188 países com um mandado de prisão. As buscas por Pizzolato também continuam dentro do Brasil, confrome mostrou o Jornal Nacional.
 
Reprodução
 
O advogado Marthius Sávio Cavalcante Lobato, defensor de Henrique Pizzolato, afirmou à Polícia Federal neste sábado que o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil está na Itália. Em telefonema para o delegado Marcelo Nogueira por volta de 11h40, Cavalcante disse que, ao chegar à casa do seu cliente, em Copacapana, no Rio de Janeiro, foi informado por familiares que ele tinha viajado para o país europeu.
 
Pizzolato enviou uma carta, divulgada pelo então advogado dele Marthius Sávio, em que justifica sua saída do país e diz que quer novo julgamento na Itália. Em seguida, o advogado informou que não representa mais o ex-diretor do Banco do Brasil.
 
Governo brasileiro pode pedir extradição
 
A reportagem do Jornal Nacional conversou na Itália com advogados sobre a intenção de Pizzolato de pedir um novo julgamento no país. Parece difícil que a Justiça italiana possa dar um novo julgamento ao ítalo-brasileiro Henrique Pizzolato. A opinião é de advogados que explicam que, pela lei, a Itália só julga um crime cometido no exterior quando houver um dano ou interesse para a própria Itália.
 
Se o governo brasileiro pedir a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil, os especialistas consideram que também será difícil que o governo italiano conceda. A Itália não entrega um réu ao seu país de origem se ele possui a cidadania italiana.
 
Em um caso semelhante, do ex-banqueiro Salvatore Cacciola, condenado no ano 2000 por peculato e gestão fraudulenta, o governo italiano negou a extradição. Ele foi encontrado em novembro daquele ano em um prédio no bairro de Prati em Roma. O ex-banqueiro foi preso quase sete anos depois, porque saiu da Itália para passear com a namorada no principado de Mônaco. Detido pela Interpol, ele foi extraditado para o Brasil, onde cumpre a sua pena.
 
A embaixada do Brasil na Itália não quis se manifestar sobre a fuga de Henrique Pizzolato. O embaixador Ricardo Neiva Tavares, através de seu secretário de plantão, afirmou que não recebeu até agora nenhuma informação ou solicitação oficial sobre o assunto.
 
Delegado vê saída 'clandestina'
 
Henrique Pizzolato é o único dos 12 condenados do processo do mensalão que tiveram os mandados de prisão expedidos na sexta-feira (15) que ainda não se apresentou à polícia. A pena total dele é 12 anos e 7 meses, tendo sido condenado pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro. O STF negou o último recurso possível e decidiu que, para Pizzolato, o processo do mensalão terminou. A pena deve ser cumprida em regime fechado, em presídio de segurança média ou máxima.
 
O delegado Marcelo Nogueira explicou que o réu saiu do Brasil de forma clandestina, uma vez que seu nome estava na lista de procurados impedidos de deixar o país. Apesar da cidadania e do passaporte italiano, ele não teria conseguido sair do país usando seu nome. Agora, de acordo com o delegado, cabe ao Ministério da Justiça pedir a extradição judicial do condenado.
 
A Polícia Federal do Rio de Janeiro aguardava a apresentação de Pizzolato na manhã deste sábado, uma vez que havia um acordo por parte do advogado de que apresentaria o réu. Na sexta à noite, agentes da PF foram ao endereço de Pizzolato para cumprir o mandado, mas não o encontraram.
 
Transferências
 
Nove condenados no processo do mensalão detidos em São Paulo e Belo Horizonte devem ser transferidos para Brasília neste sábado (16). Na capital paulista estão José Dirceu e José Genoino, que se entregaram na noite de sexta após expedição do mandado prisão pelo STF. Em Minas Gerais estão Marcos Valério, Cristiano Paz, Kátia Rabello, Simone Vasconcelos, José Roberto Salgado, Romeu Queiroz e Ramon Hollerbach.
 
Uma aeronave da Polícia Federal (PF) decolou do aeroporto de Brasília, por volta das 11h40, para buscar os condenados do processo do mensalão que estão sob custódia das superintendências da corporação em São Paulo e em Belo Horizonte. A PF não informou se o plano de voo do avião prevê a primeira parada em São Paulo ou em Minas. A previsão é de que a aeronave retorne ainda neste sábado para Brasília.
 
Jacinto Lamas, que também teve o pedido de prisão expedido, já está no Distrito Federal. O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares se entregou no fim da manhã deste sábado, em Brasília, segundo o advogado Celso Vilardi.
 
Exames e depois prisão
 
De acordo com a assessoria PF, ao desembarcarem no Distrito Federal, os condenados que tiveram a prisão decretada seguirão do aeroporto diretamente para a Superintendência da Polícia Federal. No prédio, eles serão apresentados ao diretor-geral da PF, Leandro Daielo, que é quem coordena a operação. Em seguida, serão levados para fazer exames de corpo de delito. Depois serão apresentados ao juiz que decidirá em que penitenciária cada um vai cumprir a pena.
 
Presos com pena inferior a 8 anos irão para o regime semiaberto, no Centro de Progressão Penitenciária (CPP). Neste regime, os presos saem durante o dia para trabalhar e dormem na cela. Já os condenados com pena superior a 8 serão encaminhados para presídios.
 
Pela legislação, os condenados cumprem a prisão na cidade onde têm domicílio. De acordo com a PF, os condenados em regime fechado devem passar o fim de semana na Superintendência, já que a penitenciária de Brasília não recebe presos no fim de semana. Já os que cumprirão pena no semiaberto poderão ser encaminhados ao CCP neste sábado ou domingo.
 
Ordens de prisão
 
Um ano depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) condenar 25 réus do mensalão, foram expedidos na sexta (15) os 12 primeiros mandados de prisão. As ordens de execução imediata das penas foram dadas pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, e chegaram à Polícia Federal em Brasília por volta das 16h10 pelas mãos de dois oficiais de Justiça. A PF disse que enviaria os ofícios para as superintendências regionais por meio de fax para iniciar a execução das prisões. Os primeiros condenados começaram a se entregar no início da noite.
 
Em julgamento realizado em 2012, sete anos após o escândalo estourar no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o STF considerou que um grupo comandado por José Dirceu, então chefe da Casa Civil, operou um esquema de compra de votos no Congresso (saiba as conclusões do julgamento).
 
Depois de uma fase em que as penas foram definidas ainda em 2012 (dosimetria) e um período em que os réus puderam apresentar recursos contra as decisões, o STF julgou esses recursos até setembro, aceitando parte deles e rejeitando outros. No dia 13 de novembro, o tribunal decidiu que já era possível fazer cumprir as penas definitivas (transitadas em julgado), mesmo que o réu ainda pudesse recorrer de parte das condenações.
 
As informações são do G1

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Divulgadores da Telexfree interditam rua em frente ao MP do Acre

Manifestantes pedem desbloqueio da empresa.
Telexfree continua impedida pela Justiça de operar no Brasil.

Telexfre MPE (Foto: Rayssa Natani/ G1)
Equipes de divulgadores da Telexfree reuniram-se em frente ao prédio do Ministério Público do Acre, nesta quarta-feira (16), para protestar contra decisão da Justiça que impede a empresa de fazer novos cadastros e efetuar os pagamentos dos divulgadores. Com cartazes nas mãos, os manifestantes fecharam a rua Marechal Deodoro, dificultando o trânsito no centro de Rio Branco.
Protesto TelexFree (Foto: Tácita Muniz / G1)

O motorista e divulgador Eudes Lima participava do protesto. Ele conta que investiu na Telexfree, há um mês, todo o dinheiro que tinha na poupança. O investimento seria para custear a faculdade da filha, que termina o Ensino Médio este ano. "A gente não pode ficar nessa situação. Todos no prejuízo. Cada um faz do seu dinheiro o que bem entende. Não é justa essa proibição", diz.



Em janeiro deste ano, Clebson Fernandes investiu 60% de seu patrimônio, cerca de R$ 55 mil. "Tive que vender bens meus para investir", diz. Em meio ao protesto ele fez alguns questionamentos. "A Telexfree trabalha com 40 países, por que só no Brasil é proibido? A empresa pagou mais R$ 60 milhões em impostos ao país. Onde está a ilegalidade?", pergunta.
Entenda o caso
Cerca de 70 mil pessoas possuem contratos com a Telexfree no Acre. A empresa vem sendo investigada pelo Ministério Público do Estado e é suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira. No último dia 18, a juíza Thaís Borges, da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, julgou favorável a medida proposta pelo (MP/AC) para suspender as atividades da Telexfree.

O desembargador do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC) Samoel Evangelista decidiu, na tarde desta segunda-feira (24), indeferir o pedido de revisão da sentença dos advogados da Telexfree e manteve a liminar.

cartazes telexfree (Foto: Rayssa Natani/ G1)

Fonte: G1 , ACRE
 

Cantora de Feira de Santana pode ir para o The Voice Brasil 2

 
 
 
 
 
 
A cantora feirense Sarah Reis, 19 anos, poderá ser uma das representantes da Bahia na segunda temporada do reality musical da Rede Globo, The Voice Brasil.
 
Ela participou na manhã desta quinta-feira (13), em Salvador, da eliminatória regional e se for selecionada nesta fase, vai participar do programa que volta ao ar em outubro, após todos os acontecimentos envolvendo a Copa das Confederações.
 
A filha da cantora Maura Reis  já cantou nas bandas Santa Fé, Capim Molhado e atualmente integra a banda Pop Zem. Em entrevista ao Acorda Cidade, o pai da jovem, Henrique Reis, disse que ela gravou um vídeo, fez a inscrição e depois recebeu uma ligação da Globo, informando que o vídeo dela foi selecionado para a segunda etapa da seleção, que são as audições nas capitais.
 
O pai, que a incentivou a participar da segunda etapa, disse que a seleção é muito rigorosa e que não será fácil concorrer com tantos artistas, mas ficou feliz em saber que ela está apta a participar de uma triagem como essa. 
 
 
Os jurados Cláudia Leitte, Lulu Santos, Daniel e Carlinhos Brown já estão confirmados para participar do reality, que neste ano será às quintas-feiras e não mais aos domingos. Assista ao vídeo de apresentação da cantora.
 
 
Reprodução/Facebook